Romi Benke recebe Prêmio Direitos Humanos 2013

A secretária geral do CONIC e pastora luterana (IECLB) Romi Bencke foi homenageada nesta quinta-feira, 12, com Prêmio Direitos Humanos 2013, na categoria Promoção e Respeito à Diversidade Religiosa, em cerimônia presidida pela presidenta Dilma Rousseff, no Centro Internacional de Convenções do Brasil, por ocasião do Fórum Mundial de Direitos Humanos.

O prêmio é um reconhecimento ao trabalho de Romi à frente da Secretaria Geral do CONIC, sobretudo na constante defesa dos direitos humanos e empenho em favor da justiça, afinal, tem sido função constante do Conselho Nacional de Igrejas reafirmar que religião e direitos humanos não são dimensões separadas.

A presidenta Dilma Rousseff participou da cerimônia de entrega, acompanhada do ministro-chefe do Gabinete de Segurança Institucional, José Elito; do ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo; da ministra da Secretaria de Direitos Humanos, Maria do Rosário, e do ministro das Relações Exteriores, Luiz Alberto Figueiredo Machado.

Durante o evento, a Dilma também assinou um documento que regulamenta a Lei 12.847/2013, que institui o Sistema Nacional de Prevenção e Combate à Tortura, cria o Prêmio de Direitos Humanos e o Mecanismo Nacional de Prevenção e Combate à Tortura.

Durante a cerimônia, a presidenta parabenizou os ganhadores do prêmio, valorizando as suas diferentes lutas. “Nossos homenageados são pessoas que decidiram fazer de suas vidas uma trincheira na defesa intransigente dos direitos humanos, pessoas comuns, que ao falar por aqueles que são negligenciados, excluídos e violentados, tornam-se especiais por sua dedicação e luta, por sua sociedade comprometida com o respeito aos direitos humanos”, disse.

O Prêmio

O Prêmio Direitos Humanos é considerado a mais importante outorga do Governo Brasileiro no campo dos Direitos Humanos, sendo composto por um certificado assinado pela presidenta da República e por uma obra de arte, entregues a pessoas ou entidades, públicas ou privadas, que se destacaram na promoção, na defesa e no combate às violações aos Direitos Humanos no país.